Never Been Hurt.
[…]Eu me lembro dos seus olhos azuis
Olhando para os meus,
Como tivéssemos nosso próprio clube do segredo,
Eu lembro de você dançando antes de dormir,
Depois, pulando em cima de mim para me acordar,
Eu ainda posso sentir você segurando minha mão,
Homenzinho, e até o momento eu sabia,
Você lutou duro como um cara do exército,
Lembre-se que eu me inclinou e cochichei para você,
Venha bebê comigo, vamos voar para longe daqui,
Você foi os meus melhores quatro anos […]

4   years

Não é raiva, não é magoa, não é tristeza, não é ódio, não é ansiedade. É só medo, medo de saber que vai acabar, e que a saudade vai ficar. É medo do que a minha memória vai ser capaz de guardar. É medo de dizer adeus. É medo do que vem depois não do que é agora. É o medo no que tudo esta se transformando. É medo de não estar preparada. É medo de ser fraca, de perder ou de ganhar. É medo de crescer, de envelhecer. Apenas estou com medo.
Vitória Felipe.
Escrava sou,
Por isso escrevo.
Escrava do pensamento
Das paixões e devaneios
Inscrevo em cada palavra,
O calor de um momento.
Se escrevo o que imagino
É, tão somente, o desejo
De sentir a felicidade
Contida em cada verso;
Escrevo tão escrava
Da vontade de transformar
imaginação em realidade
E tempestades acalmar;
Escrevo porque sou escrava
Do se e do porém
Escrava do que poderia ter sido
Escrevo o desejo que não provei
Sou escrava do que quero e não faço.
E vou rimando o que não tenho nos braços,
Mas que não guardo em meu peito;
Escravo tem esse direito?
Posto que, se luto em trancar as palavras
De angustia padeço
Sei que cada palavra guardada
É uma palavra cravada
Em um peito escravo.
Somente por isso escrevo,
Mas não sei se sou escrava
De uma dor que sinto
Ou que invento.
Escrava,apenas
Escrevo.
Apenas Escrava.
Não sei, não sei mais aquilo que sabia, ja não imagino como imaginava, já não vejo caminho por onde eu caminhava. São fatos dos quais ainda não me venceram, a incerteza, a ilusão e a cegueira que não me deixaram louca; quero dizer, louca no sentido frustrada, porque louca no sentido sonhadora eu ja estou. Porque eu sei que eu não sei o que eu sabia, porque eu imagino aquilo que eu ja não imagino como eu imaginava, porque eu vejo um caminho no caminho que eu caminhava. Sou louca sim, uma louca lucida, uma louca sã.
Vitória Felipe.
Você pode esperar o tempo passar e apagar tudo aos poucos ou pode sair pela rua gritando e correndo, deixando as lágrimas se misturarem aquela fria noite de inverno. Assim como pode aproveitar aquele lindo dia de sol ao lado dela, fazendo de tudo para o tempo passar o mais devagar possível, ou ficar em casa só imaginando como seria bom poder fazer isso.
 Seja o que for, tome uma atitude. 
Felicidade. No olhar, no sorriso, no jeito de andar, no jeito de dançar enquanto a musica favorita está tocando, na voz do bom dia. Está no céu, e de como você enxerga ele, está na beleza das flores. Ser feliz é uma decisão, é ver coisas boas quando tudo está despencando, é aproveitar a caminhada com espinhos entrando nas solas dos pés, enquanto sente o cheiro das rosas antes de chegar no topo. Ser feliz no é difícil muito menos impossível, ser feliz é decidir ser feliz, e aceitar as consequências. Ser feliz não é possuir apenas momentos de alegria, mas quando a lágrima rolar pela bochecha, lembrar que ali também já esteve um sorriso. Ser feliz é uma decisão, não uma condição.
Vitoria Felipe.
Olhar
Pensar
Submeter-se
À incapacidade permanente
De entreter-se
Pela vaidade oferecida por sua mente
Olhar
Pensar
Aprender
Que erros são oferecidos para crescer
Amadurecer
Olhar
Pensar
Escutar
Que como
As letras de poesias
Trazem consigo melodias
Erros cometidos pela voz
Do subconsciente
Que ecoa e é feroz
Não são, não poderão, não serão
Tão forte quanto nós.
E assim
Olharemos
Pensaremos
Submeteremos
Aprenderemos
Amadureceremos
Escutaremos
Que somos mais fortes.
Vitória Felipe.
[…]Mas mesmo se as estrelas e a lua colidirem
Nunca vou querer você de volta na minha vida
Você pode pegar suas palavras e todas as suas mentiras.[…]
Demi Lovato.
Se está pensando que sua vida agora ficou horrível, espere só para ver.
Suzannah, A Mediadora
Quando tudo o que resta é o silêncio, pode a verdade finalmente ser ouvida?
 Becca Fitzpatrick
This ad is supporting your extension Auto Refresh Plus: More info | Privacy Policy | Hide on this page